Preparação de amostras para obtenção de imagens em microscópio óptico

Impregnação

Afim de se obter o polimento da superfície do meio poroso a ser observada, sem a desagregação da estrutura, a matrix porosa é fixada por impregnação com resina acrílica. A impregnação se faz sob vácuo para assegurar a penetração da resina em todos os poros.

No caso de lâminas finas, uma lâmina delgada do material é colada com resina colorida a uma lâmina de vidro antes do polimento.

Polimento

O polimento da superfície da amostra é realizado com lixas e grãos de granulometria decrescente, em uma politriz automática. O desbaste inicial é obtido em geral com lixas da ordem de #100. As lixas são reduzidas até a ordem de #4000. Em seguida o polimento é feito com grãos de diamante de diametros decrescentes. O polimento final utiliza grãos de 0.25 micron de diâmetro.


Amostras e Lâminas Finas

As amostras prontas para serem observadas, podem se apresentar como superfícies opacas polidas, como a argamassa mostrada ao lado, ou ainda como lâminas finas, translúcidas, para observação sob luz transmitida (imagem abaixo).


Preparação de amostras

Porosimetria por Injeção de Mercúrio

Métodos para a reconstrução tridimensional da microestrutura.

Microscopia Ótica

Análise de Imagens

Microtomografia 3-D de raios-X

 

 


 

 

 
 
Labortório de Meios Porosos e Propriedades Termofísicas
Campus Universitário - Trindade
Florianópolis - Santa catarina - Brasil - CEP 88040-900 - P.O. Box 476
Fone: (0--48) 331-9851